"kit viralata" pronto para viagem

Creio que o carnaval não passe mesmo de uma grande viagem, no sentido figurado, sinônimo de ilusão. Um povo louco, brasileiro, descobriu uma forma de ludibriar as adversidades por meio do carnaval. Há, ainda, os mais loucos, que esticam a farra por dez, quinze dias, um mês, como na Bahia, Olinda, Rio. Afinal, enquanto um amigo sofre numa cama de hospital, outro samba na avenida, alguns sobrevivem às enchentes, outros morrem soterrados. Qual a lógica da vida? Obviamente, viver é totalmente ilógico. Cito Clarice Lispector, em Outros Escritos, "é necessário que eu tenha a modéstia de viver". Ela foi sucinta mas revelou o que Gonzaguinha musicaria anos mais tarde, "viver e não ter a vergonha de ser feliz, cantar e cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz."

Hoje começam a ser distribuídos os "kits viralatas", daqui a pouco, na Casa da Vó Maria, onde a partir das 17h, também acontece o antepenúltimo ensaio da bateria. Hoje termina a promoção que dá 50% de desconto no valor do kit para quem apresentar uma foto antiga e significativa para a história de Guaxupé. De qualquer forma, venha com a gente cantar: "Sou Viralatas do samba, eu vim para conservar a tradição das pedras do meu lugar."


Vídeo produzido por Adriano Borges Magri.


Obrigada, Welington Gonzaga e companheiros da TV Sul, pela bela reportagem.

Comentários

Anônimo disse…
Quanta abobrinha.
bisteca disse…
Obrigada por se dar ao trabalho de comentar aqui.
Viva as diferenças!

Postagens mais visitadas deste blog

transformAÇÕES

guerreira da roça

guaxupé - cem histórias