bicho, água e poesia

Querida Aline, leitor, leitora deste blog. Penso que o Dia Mundial do Meio Ambiente não poderia passar batido por aqui. Embora eu creia que palavras não sejam o meio mais eficaz para demonstrar meu repúdio à forma com que os seres humanos lidam com a natureza ("palavras que me aceitam como sou - eu não aceito", diz o poeta). No jornal de ontem, dois exemplos horrorosos, como o recém-nascido abandonado em uma caixa, na rua, ainda com o cordão umbilical, e o jovem que atropelou um garçom, atirando o corpo da vítima no meio da estrada, sem prestar socorro.

Gostaria de continuar fazendo aqui um jornalismo diferenciado, não apenas deixando minhas impressões sobre tudo ou qualquer coisa. Pretendo encontrar um novo caminho. Por enquanto, aqui vai um trecho que me chamou atenção sobre esta semana do meio ambiente:

Para este ano, de 2013, o tema levantado pela ONU é o desperdício de comida. Você sabia que todos os anos 1,3 bilhão de toneladas de alimentos vão para o lixo? Isso daria para alimentar toda a população do mundo que ainda passa fome, segundo as estimativas, 870 milhões de pessoas.
E você? O que faz para evitar o desperdício?
Há um tempo observo as pessoas nos restaurantes - até nos self services -, ou melhor, os pratos e sobras. Fico indignada quando penso nas milhares de pessoas que passam fome.

"E vendo doer a fome
Nos meninos que têm fome"

Claro que também penso nos animais domésticos e domesticados. Infelizmente, nas estradas morrem milhares de animais atropelados, diariamente. Procuro fazer minha parte dedicando atenção redobrada ao volante, principalmente, à noite. Sempre faço uma oração antes de sair com o carro por aí, pedindo que eu esteja sempre em sintonia com a natureza, para nunca matar nenhum bicho na estrada. Incluindo o bicho homem.



Noutra face da causa verde, seria bastante relevante relembrar o contrato da COPASA com o município de Guaxupé, assinado pela administração anterior. Na época, em julho de 2012 (reler aqui: http://www.papodeviralata.blogspot.com.br/2012/07/guaxupe-formaliza-contrato-com-copasa.html ), a audiência pública reuniu um público forjado - a maioria era funcionário público convocado, que pouco ou nada sabia sobre o teor daquela reunião. Após formalização do contrato, o aumento da conta de água, que deveria ser de 40%, passou para 50%, sem qualquer justificativa pertinente à população.

Atualmente, o Governo de Minas divulga um projeto em parceria com a COPASA referente ao tratamento da água e esgoto dos municípios mineiros. É o maior engodo, já que quem paga a conta é o consumidor. Em nosso caso, quase metade do valor da ETE - Estação de Tratamento de Esgoto -, cerca de 14 milhões, já foi disponibilizada pelo governo federal. O restante já está saindo dos nossos bolsos. E o lucro continuará com a COPASA, já que Guaxupé perdeu a chance de mostrar competência para administrar uma autarquia municipal.

Esta gracinha ainda aguarda adoção. Você pode ajudar?

Comentários

Aline disse…
Aí sim!
Sempre bom ler os seus posts!
Já viu essa?
http://g1.globo.com/pa/para/noticia/2013/06/prefeito-de-santa-cruz-do-arari-pa-causa-polemica-ao-cacar-caes-de-rua.html

Triste.

Postagens mais visitadas deste blog

transformAÇÕES

guerreira da roça

guaxupé - cem histórias