TUDO QUE MOVE É SAGRADO

"... e remove as montanhas com todo cuidado, meu amor", canta Beto Guedes. Pois bem, a fé que move, a solidariedade e a amizade são sagradas, assim como todas as criaturas, todas mesmos, com suas diferenças e necessidades especiais, incluindo nesse balaio os animais. Rimou, né, mas deixo a poesia para o Jean.

São tantas emoções que silencio para dar lugar às vozes de queridos amigos (posso publicar, também, textos, poesias, lucubrações, ilustrações, etc., de desconhecidos & conhecidos antigos encaminhados para o e-mail sheilasaadjor@gmail.com)

SÃO JORGE

"Jorge sentou praça na cavalaria / eu estou feliz porque eu também sou da sua companhia / eu estou vestida com as roupas e as armas de Jorge / para que meus inimigos tenham mãos e não me toquem / para que meus inimigos tenham pés e não me alcacem / para que meus inimigos tenham olhos e não me vejão / e nem mesmo o pensamento eles possam ter para me fazeram mal / armas de fogo meu corpo não alcançarão / facas e espadas se quebrem sem o meu corpo tocar / cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar / pois eu estou vestido com as roupas e as armas de jorge / Jorge é de capadócia / Salve, Jorge" (Jorge Ben Jor)

Curiosidade: dia 23 de abril foi decretado feriado no estado do Rio de Janeiro em homenagem ao santo guerreiro.



Como sou devota deste grande símbolo de fé, força e coragem, repasso para todos a importância do cultivo da vibração Guerreiro que este Santo nos concede.

Na juventude, São Jorge iniciou carreira das armas atendendo sua afinidade pelo espírito destemido e combativo. Por suas habilidades, Jorge de Capadócia (região onde nasceu. Atualmente, Turquia) tornou-se capitão do exército romano.

Porém, Jorge vivenciou tempos sombrios, época em que o imperador Diocleciano propagava e ordenava a perseguição aos cristãos.

Reza a lenda, que em determinada situação, São Jorge indignou-se com a perseguição cristã realizada pelo Império e utilizou sua fé cristã para combater diariamente os mandos e desmandos daquele imperador.

Continuando na reza, por defender e demonstrar fé aos ensinamentos cristãos, Jorge de Capadócia tornou-se o alvo preferido do Imperador, passando a ser torturado diariamente e por todos os modos cruéis imagináveis. Após cada sessão de tortura, Jorge era levado diante do Imperador, que perguntava a ele se renegava Jesus. Evidente que Jorge ratificava sua fé nos ensinamentos cristãos.

Logo, o martírio vivenciado por Jorge de Capadócia ganhou destaque, diversos romanos sensibilizaram-se com o ex-capitão, inclusive a esposa do imperador, que converteu-se ao cristianismo.

Jorge foi morto no dia 23 de abril de 303, por ordem do imperador.

A fé nos ensinamentos emanados por Jesus Cristo fez São Jorge mudar do exército das armas para o exército da fé, lutando pelo direito de cada um exercer e manifestar sua fé, de maneira livre e justa.

Como advogada, tenho certeza que São Jorge (atualmente) vibraria com os direitos e garantias fundamentais dispostos no art. 5º de nossa Constituição Federal, especialmente nos incisos VI e VIII, que garantem a liberdade de consciência e crença.

“VI – É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e as suas liturgias;”

“VIII - Ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política(...).”


Nos cultos afro-brasileiros, São Jorge é sincretizado como Ogum no Candomblé e na Umbanda, mas também é cultuado por outros linhas de pensamento.

A égregora¹ formada no dia 23 de abril em comemoração e sintonização com o grande mártir e santo - São Jorge - nos faz mais sábios, dispostos e aguerridos em nossas causas, quando conectados com esta salutar energia de força e coragem, que nos ajuda a vencer desafios pessoais e coletivos.

Creio que a vida de São Jorge simboliza a prática de nosso aspecto guerreiro, forte, corajoso, que luta e defende as virtudes divinas de nosso Eu Verdadeiro.

Portanto, nesta data tão especial, emano, munida com as “armas de Jorge", os fluídos mais puros de luz, força, coragem e fé no aprendizado diário e para superarmos qualquer limitação que nos impeça a fina sintonia com Deus.

Muito axé e bênçãos multiplicadas!

Salve, Salve, São Jorge, esteja Ele onde estiver ...

[1] Egrégora, ou egrégoro para outros. Do grego egrêgorein: velar, vigiar. É como se denomina a entidade criada a partir do coletivo pertencente a uma assembléia.
Quando a energia é deliberadamente gerada, ela forma um padrão, ou seja, tem a tendência de se manter como está e de influenciar o meio ao seu redor. No mais, os egrégoros são esferas (concentrações) de energia comum. (Fonte: www.wikipedia.com)


Tatiana Abrão, advogada.


DOS LUGARES, DAS SAUDADES

Quero chegar em Muzambinho com fé
Saudar amigos em Ventania
E abraçar o "pessoar" de Guaxupé
Que me traz tanta alegria

Seguirei depois para Guaranésia
Em Arceburgo tomo um café
Na casa da tia Onésia
Para manter-me de pé

Logo avisto Monte Santo de Minas
Pausa em Cássia dos Coqueiros
Pra comprar queijo de Minas
A rádio toca sons roqueiros

Chegando em São Sebastião do Paraíso
Lembrei-me que Passos pode aguardar
Antes de ficar sem juízo
Para Alterosa preciso voltar

Minha volta assim de repente
Para que felicidade e paz eu tenha
Visito amigos em Nova Resende
E busco abrigo em Bom Jesus da Penha

Em Juruaia pura sedução
Jacuí muito café
Muita cautela e atenção
Nas curvas de São Pedro da União
Voltarei para Guaxupé
Onde deixei meu coração


Hellaydo Jean, paraense, guaxupeano de coração, cidadão do mundo, autor deste poema, certa vez me levou pelas estradas de Bom Jesus da Penha em busca de pontos turísticos para reportagem que eu publicaria no jornal semanal Atitude. Não encontramos nenhuma cachoeira que pudesse ser indicada pra visitação, mas fizemos uma história de amizade, pendurada no meu mural, graças à máquina analógica (até hoje não imprimi nenhuma foto digital).




32ª FESTA DA APAE DE GUAXUPÉ


A tradicional festa de barraquinhas da Apae acontece até o próximo domingo, 26, a partir das 19h, no início da Avenida Dona Floriana. Tem muita música e petiscos gostosos na barraca do bar, bingo, brincadeiras para as crianças, artesanato, entre outras atrações. De acordo com Lúcia Anchieta Gonçalves, diretora da escola, a festa é a principal fonte de renda da instituição e envolve cerca de 60 voluntários durante os 11 dias de festa.


Como Silvana, voluntária na cozinha do bar há 4 anos: "Tenho prazer em ajudar as crianças. Além disso, a equipe da Apae é muito bacana, tenho uma neta, Vitória, 6, que estuda lá", relata.
Uma família de voluntários: João, Silvana e Gabriela.

O quibe, frito na hora, é uma delícia que pede BIS.

Gisele é dentista da instituição, mas na cozinha do bar mostra outras habilidades.




As mandalas que decoram as barracas foram confeccionadas pelos alunos sobre vinis velhos. Confirmei se estavam riscados ou coisa do gênero, pois considero os discos de vinil relíquias para serem conservadas. De qualquer forma, é uma ótima maneira de reciclar, em vez de inutilizar.

Estela e Lúcia trabalham no caixa do bar.

Aqui, o presidente da instituição, o advogado Walter Pina, com sua esposa Solange, e as filhas Gabriela e Mauren.


Thaís e Tatieli colaboram com trabalho voluntário e, também, levando pra casa os apetitosos quitutes do bar.







CÃES ABANDONADOS

Este macho, caramelo, é forte, dócil e bonito. Vive nas imediações da Travessa Major Anacleto. Provavelmente, está sendo alimentado na rua, porém sujeito à própria sorte, louco por um lar.


Este simpático mestiço de pastor já não teve tanta sorte. Apesar de não apresentar sinais de desnutrição, foi atropelado e está com um profundo corte na pata traseira esquerda, que não consegue firmar no chão. Precisa de cuidados veterinários, procurarei a Guaxu SOS Animal em busca de ajuda. Ele foi fotografado na "rua do colégio", próximo à nova sede do Departamento de Obras.

Nesta foto, ele lambe seu machucado. À semelhança dos animais ditos "irracionais", tenho um amigo que também passa guspe nas suas feridas e afirma que é um santo remédio...



DISTINTOS COMBUSTÍVEIS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

transformAÇÕES

guaxupé - cem histórias

manifesto