o papel aceita tudo

E a internet também! Fiquei feliz com o comentário da postagem anterior corrigindo um erro meu. Como jornalista, não posso sair por aí espalhando boatos, o correto é divulgar apenas sobre o que tenho certeza. Ou seja, é preciso ouvir ou pesquisar mais de uma fonte (confiável). No caso deste blog assumo já ter escrito levianamente. Como na postagem em que afirmei ter sido banido o hífen de vira-lata com a reforma ortográfica em vigor. Acabei me confundindo e publiquei informação indevida. Enfim, cabe a você leitor, manter olhar crítico sobre tudo. Eu sou réu, confesso pedir clemência. Mas muitas vezes o erro não é percebido e acabamos equivocados. Principalmente com tantos e-mails enganosos que circulam pela net. Manter o "desconfiômetro" ligado é vital.

Escrevo este blog não por vaidade, mas por vício, nasci jornalista sem saber. Mesmo que viralata, rs E gosto desta mídia. O fato é que morando numa cidade do interior onde a maioria das pessoas rotulam umas às outras de acordo com política, sobrenome, opção sexual, amizades, dinheiro, etc, fica mais difícil estabelecer uma interatividade real, sistemática. Observo os blogs de nomes consagrados do jornalismo (reconhecidos apenas pelo seu trabalho) onde leitores de todo o Brasil comentam os tópicos gerando uma discussão em que todos saem ganhando. Aqui há uma hostilidade velada, sub-reptícia. Alguns não querem se expor, nem a favor, nem contra, pelos motivos mais exóticos. Por exemplo, os "neocoronéis", jovens e velhos, tricotam no escuro. É o jeitinho mineiro de se fazer política. Outros, por pura maldade, medo, despeito, desinteresse ou até preguiça. Blogar é um foco de resistência, sem nenhuma pretensão. E onde quero chegar com esta prosa? Em nenhum lugar, talvez seja pura falta de assunto.

MOTOFEST

Neste fim de semana acontece em Guaxupé a 6ª edição do encontro nacional de motoqueiros, desta vez e novamente, no "parque da Expoagro". Ano passado foi bem legal no campo gramado do Ginásio Poliesportivo. De qualquer forma, o evento terá várias atrações, como shows de bandas locais e, sábado, 14, Kiss Cover. Também no palco a Stranhos Azuis que tocou no penúltimo Beerock e fez sucesso, só que com um porém, às 14h do sábado! Espero que os organizadores tenham providenciado uma grande tenda para proteger o público do sol... Vale a pena conferir, ainda mais que a entrada será 1 Kg de alimento não perecível para ser doado ao Departamento Municipal de Ação Social.

BALAIO MINEIRO - UAI

Também neste final de semana vai acontecer a 2ª edição da feira de artesanato que reúne trabalhos de mais de 10 cidades, como Poços, Botelhos, Cabo Verde, Carmo do Rio Claro, Pratápolis e Muzambinho. Ano passado havia grande diversidade de produtos interessantes, como bolsas e objetos de decoração. Na Casa da Cultura (nova), de 13 a 15.

EXPOSIÇÃO DO ZINO

De 13 a 20 de novembro exposição do artista plástico Jesuíno Leite Ribeiro, no foyer do Teatro Municipal, das 10 às 21h.

CANA-DE-AÇÚCAR e TERMINAL RODOVIÁRIO URBANO

Recomeçam as queimadas de cana no município. Em vez de revogarem a lei que proibia as queimadas, em vigor desde maio, as autoridades competentes deveriam propor uma discussão ampla sobre o tema. Até que ponto os canaviais trazem benefícios ao município? A mesma mão-de-obra não poderia ser empregada noutra atividade agrícola? Não há outra opção economicamente viável para Guaxupé e para os proprietários de terras a não ser café e cana? Só de pensar que grande trecho da Nova Floresta poderá ficar, futuramente, impróprio para plantio, dá uma tristeza...

Bacana foi a reunião para definir uma área ideal para construção do novo terminal rodoviário urbano com a participação de 70 empresários. O exercício da cidadania é sempre positivo para todos, administradores públicos e comunidade, mesmo quando o cidadão comum não comparece, como foi o caso. O local ainda não foi escolhido, mas certamente não será na Conde Ribeiro do Valle, próximo a Rua Aparecida, onde havia se pensado inicialmente.



Na sexta, às 18h, haverá sessão do Cineclube 14 Bis, informe-se!

Guaxupé agora tem um restaurante self-service de baixa caloria, o Gourmeteria, capitaneado pela competente e simpática Flávia Marques (Vinha). O cardápio é saboroso e diversificado, com pratos quentes e saladas ricos em fibras. Tem ainda salgadinhos e tortas elaborados com farinha integral. E as tortas doces e pudins nas versões diet e light. Quem provou, aprovou!

Comentários

Laise Vieira disse…
Sheila! Navegar é preciso, blogar nem sempre... rs! Deixo aqui um convite para, quando quiser, dar uma passadinha no Ponto Incerto. http://pontoincerto.blogspot.com/
Beijo.

Postagens mais visitadas deste blog

transformAÇÕES

guerreira da roça

guaxupé - cem histórias