estacionamento coberto para vereadores

Semana que passou tive alguns contratempos. Inicialmente, não consegui escrever a entrevista de Minha História. Marquei para segunda, o entrevistado marcou para a terça e, no final, ele não pode comparecer, por motivos particulares. Na quinta-feira, 23, recebi a triste notícia da morte de Maria Helena Elias Benincasa, personagem da coluna, publicada no Correio Sudoeste de 05.02, transcrita neste blog em
http://www.papodeviralata.com/2011/02/o-grande-colecionador.html

Maria Helena era uma pessoa divertida e bem-humorada, cheia de vida e planos. Completaria 67 anos em setembro e pensava ficar mais tempo em Guaxupé. Longe de querer curtir a aposentadoria, amadurecia a ideia de iniciar um novo negócio. Sempre fui sua fã e essa admiração aumentou depois de provar um delicioso bolo de chocolate, feito por ela, acompanhado de sorvete: Era, também, excelente doceira. Antes de se mudar para São Paulo, onde se casou e viveu até a aposentadoria, frequentava a Churrascaria Bambu. Habitualmente, um fã declarado oferecia a ela esta música, cantada por Francisco Alves:

Maria Helena és tu / A minha inspiração / Maria Helena vem / Ouvir meu coração / Na minha melodia / Ecoa a tua voz / A mesma lua cheia / Há de esperar por nós. / Maria Helena lembra do tempo que passou / Maria Helena o meu amor não se acabou / Das flores que guardei uma secou / Maria Helena és a verbena que murchou.

Maria Helena foi levada ao outro mundo sem avisos prévios. Vai fazer falta entre nós, mas, certamente, continuará irradiando alegria ao seu redor. O mesmo aconteceu ao amigo Mário Pasqua Filho, já saudoso, há duas semanas. Ele participou de uma "brincadeira" neste blog, quando foi candidato a vereador na última eleição municipal. Vale a pena relembrar, até porque consta a participação do vereador Sérgio Faria (PV):
http://www.papodeviralata.com/2008/09/poltica-e-politiquice.html


Valeu, Maria Helena e Marinho, onde quer que estejam, em paz.




Guilherme, ex-assistente de veterinário e atual enfermeiro, sempre simpático e competente, flagrado nas imediações do antigo mercadão. A pergunta é: VALERÁ A PENA INVESTIR 4 MILHÕES DE REAIS na preservação deste imóvel? Só se, concomitantemente (como diria Maria Helena), houver um projeto inteligente de revitalização desse espaço.



Em BH, um movimento cheio de criatividade luta pela preservação de patrimônios históricos por meio da arte (revista Página 22). Já os guaxupeanos parecem não ser tão criativos, preferem pichações de gosto duvidoso e pouco expressivas. Infelizmente, nossa cidade também parece estar em demolição. Há muitos imóveis desaparecendo rapidamente para ceder lugar a sei lá o quê... Uma boa notícia é que está suspensa a construção de um ESTACIONAMENTO COBERTO (!) no entorno do prédio do antigo fórum, também considerado patrimônio histórico municipal tombado. A obra será analisada pelos conselheiros competentes. Esperemos que prevaleça o bom gosto e o bom senso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

transformAÇÕES

guaxupé - cem histórias

manifesto