feira da palavra, do livro, iluminação, samba rock, enfim, mundicoisa

"Mais um ano se passou e nem sequer ouvi falar seu nome, a lua e eu..." Bem, não é música-tema desta post, mas foi o que me veio à cabeça quando pensei em escrever (é sempre bom pensar antes de escrever, rs). Confesso que essa coisa de Natal não me deixa muito satisfeita, porém, vou livrar você de um aprofundamento na questão, somente digo que tantas luzes me fazem questionar qual a necessidade de tudo e a quem todo esse aparato natalino mais beneficia. O fato é que as pessoas saem às compras felizes e todo mundo descansa em paz, depois de uma noite iluminada de compras no comércio. Sonho com uma decoração mais ecológica, com luzes oriundas de fontes de energia alternativas, que utilize essencialmente materiais recicláveis. Neste caso a música-tema fatalmente seria: "Sonho que se sonha só é só um sonho, mas sonho que se sonha junto é realidade." Ilumine-se!











Esta foi a proposta apresentada pela poetiza Darlen Pio durante palestra realizada no Polivalente, sexta passada, na Feira Cultural da Palavra. A convite da professora Wanda, a palestrante apresentou aos alunos o projeto InovaLer, que incentiva o hábito da leitura para formação de uma visão crítica e reflexiva sobre o universo ao nosso redor. Afinal, yoga, mantras e meditação não é o único caminho para a iluminação. Nem a CEMIG. No final do evento, a palestrante gentilmente sorteou livros e brindes. Wanda promete uma segunda edição da Feira da Palavra para o próximo ano. Obrigada, também, a Marcos e Taty Abrão, pela boa companhia.



A professora Wanda, com Cida Negrinho e Caetano Cury, que também participaram da Feira da Palavra, e com Darlen Pio, Ana Rosa Arouche e o diretor do Polivalente, José Raimundo Borges.

O número de cães sem dono e macacos-pregos dentro do Polivalente está preocupando o diretor da escola. Segundo Zé Raimundo, nem a Vigilância Sanitária ou a Guaxu SOS Animal ofereceram uma solução adequada, ou seja, que resolvesse o problema sem causar maus-tratos aos animais. Mas este é um tema que merece uma reportagem mais ampla, ao qual voltaremos brevemente.




E a solidariedade também ilumina:
Esta é a proposta da doutrina espírita. Quem quiser conhecê-la melhor tem uma boa oportunidade, pois o Centro Espírita Nova Era realiza, até amanhã à noite, no foyer Teatro Municipal, a FEIRA DO LIVRO ESPÍRITA, que oferece vários títulos, com temas e preços variados, com preços de 10 a 20 reais. E a "equipe de vendas", simpática e solícita, conta com o guaxupeano Ismael Batista, autor do livro Vencendo Dificuldades de Relacionamento, também à venda na feira.


Adriel Moraes e Laiz Araújo, a dupla dinâmica e elegante da Rádio Comunitária.

Rodolfo Bonifácio entre Lidia Saad e Priscila Salomão.

A atenciosa equipe do Nova Era, com Ismael Batista, ao centro e abaixo.



Enquanto isso, no teatro, acontecia a entrega dos títulos de cidadãos guaxupeanos àqueles que mesmo não tendo nascido na terrinha, contribuem para o seu desenvolvimento. Rodolfo Bonifácio registrou alguns momentos da cerimônia, prestigiada, também, por muitas crianças.


O gerente administrativo da ACIG e ex-secretário de finanças da Prefeitura, Carlos Alberto Cruvinel, foi um dos homenageados com o título de cidadão guaxupeano. Natural de Nova Resende, Beto irá inaugurar a temporada da coluna Minha História em 2012.





O amor incondicional a todas as criaturas de Deus também ilumina. E uma das formas de demonstrar esse amor é adotar animais abandonados nas ruas. Como este cãozinho macho, mestiço de pinscher, achado em frente ao Instituto 14 Bis, ontem à noite. O bichinho estava com um medo danado, procurando equilibrar-se entre as muitas pernas que passavam ao seu redor sem ao menos notá-lo. Ou ele foi propositalmente abandonado no local ou saiu atrás dos seus "donos" e se perdeu. Ou talvez, ainda, ele tenha fugido de casa na hora do foguetório que aconteceu sem maiores justificativas... Ele encontra-se abrigado em local provisório e precisa, com urgência, encontrar um novo lar. Se puder, ajude a divulgar esta informação.






Hoje terminou a votação aberta durante o programa Giro por Guaxupé, da Rádio Comunitária, para escolha do samba-enredo de 2012 do Vira-latas. José Gonçalves Filho e Itamar Cassiano não inscreveram nenhuma música, mas num momento de inspiração na Casa da Vó Maria compuseram um samba-enredo para o bloco. A criatividade, certamente, é outra forma de iluminação. Valeu, pessoas!







BAZAR MUNDICOISA E SAMBA ROCK DUO


Recomende aos amigos!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

transformAÇÕES

guerreira da roça

guaxupé - cem histórias