luzes da vida

Uma amiga pesquisou a palavra "luz" no dicionário e ficou encantada com seus vários sentidos figurados: Aquilo ou aquele que esclarece, ilumina ou guia o espírito; faculdade de percepção; juízo, inteligência, esclarecimento, evidência, certeza, verdade, saber... Por todos estes motivos, ilumine-se em 2012!

Mas continue economizando energia elétrica, hábito essencial para continuarmos compartilhando este tipo de luz pelos próximos anos. Ou, então, apoie o desmatamento em favor das hidrelétricas. E não pense que nossos recursos hídricos são infindáveis. A reportagem de capa da revista Veja de um mês atrás tentou ridicularizar o Movimento Gota d'Água promovido pelo ator Sérgio Marone e outros globais. Assista ao vídeo que rebate as acusações da revista aqui (e, depois, aqui). Outra amiga, bióloga, explica que a Belo Monte já é fato consumado. Ela foi contratada, junto com uma equipe de profissionais, para pesquisar a fauna da região. Segundo ela, várias espécies, umas até desconhecidas, irão desaparecer. Um dos serviços para o qual foi contratada é o de resgate de animais após a inundação da floresta. Conta que é um triste espetáculo encontrar copas de árvores multicoloridas pelos diversos seres que ali se abrigam para não morrer ou perder seu hábitat. Deve ser bem triste, mesmo.

Em dezembro, minha mãe recebeu um singelo presente em retribuição à contribuição mensal que ela oferece a Associação Luz da Vida no Combate ao Câncer. Ato duplamente incomum, pois raras instituições dão esse tipo de retorno e, ainda, com bom gosto. Esta linda bolsa substitui as ambientalmente incorretas sacolas plásticas das padarias, quitandas e supermercados, com criatividade e praticidade. Dobrada, cabe dentro de um botão de rosa; aberta, a mesma flor vira um enfeite. Parabéns à equipe da Luz da Vida, pelo trabalho de apoio aos doentes de câncer e por esta iniciativa.






Recebi a notícia abaixo pelo informativo do Instituto Nina Rosa. Tem tudo a ver com minhas palavras em postagens anteriores. Pena que Guaxupé, como típica cidade do interior de Minas, ainda está muito distante do pensamento e atitudes das cidades italianas citadas. A Europa tem séculos a nossa frente e seus cidadãos, conscientes, aprenderam diversas lições. Inteligente é aquele que se espelha em bons exemplos e experiências em vez de ficar repetindo erros e causando dor.


Governo da Itália proíbe fogos e pede cuidado com “prosecco”

Os italianos se preparam para o Ano-Novo com proibições de lançar fogos de artifício em várias cidades para evitar ferimentos em animais e crianças e com sérias recomendações de oftalmologistas no momento de abrir as garrafas de prosecco sem que a rolha tenha como alvo os olhos de quem estiver no entorno.

A polêmica dos explosivos partiu neste ano da Aidaa (Associação Italiana de Defesa dos Animais e Ambiente). Em várias cidades, a entidade pediu aos prefeitos a proibição do uso de fogos dos quais os italianos são tão fãs para festejar a entrada do novo ano e que "aterrorizam os animais, que passam a noite escondidos".

Aderiram a essa iniciativa as cidades de Turim, Milão, Veneza e Modena, no norte do país, e Bari, no sul.

Por sua vez, o prefeito de Roma, Gianni Alemanno, não proibiu as comemorações pirotécnicas, já que para parte dos italianos é mágico destruir o tempo passado através da purificação do fogo, mas com moderação.

Os veterinários, entretanto, advertem que tanto os animais domésticos quanto os selvagens sentem terror diante de explosões porque não sabem de onde provêm e podem fugir apavorados invadindo estradas ou abandonar em revoada seus ninhos.

Uma proibição impossível de impor em Nápoles, onde a população adora os fogos e neste ano está sendo preparado um grande show pirotécnico com o nome de "prêmio de risco". A esperança deles é conjurar com a explosão a crise econômica tão ligada ao que os italianos chamam de "spread", que até agora nem sequer o primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, conseguiu exorcizar.

O uso impróprio de explosivos causa a cada ano milhares de ferimentos em adultos e crianças, com danos mais graves nas mãos e no rosto (7%), enquanto 5% acabaram com amputações de membros e perda de visão, informa neste sábado o jornal "Il Messagero". Só em Nápoles, a pirotecnia fez nos últimos cinco anos 344 feridos.

Fonte: Olhar Animal e Folha.com


Outro bom exemplo, desta vez, de uma empresa mineira, vem do Tonin Supermercados. Pilhas e baterias de celulares causam danos ao ambiente e à saúde dos seres vivos. Descartar esse material em local adequado é obrigação de todo cidadão consciente, uma atitude supersimples e ecológica. O supermercado, agora, é ponto de coleta.

Comentários

lorenygpe disse…
Lindo! Adorei! Feliz Ano Novo cheio de muita LUZ pra você!

Beijos!
palavras magicas disse…
tenho uma super legal a ideia O rio segue seu curso de forma leve e admirável, sem deixar que as pedras do percurso atrapalhem seu trajeto. As rochas maiores são contornadas, fazendo parte da paisagem. As quedas d’água fazem com que ela caia de forma esplêndida, tendo mais força para continuar.

Que a sua vida seja o rio, você a água e que 2012 seja a paisagem perfeita para (re)começar esse caminho. Erica
bisteca disse…
Luz e água, abençoadas!

Postagens mais visitadas deste blog

transformAÇÕES

guaxupé - cem histórias

manifesto