nem tudo cinza

Hoje o dia amanheceu frio e com garoa. O cinza sendo quebrado apenas pelo verde escuro da natureza. Assim, foi cancelada a apresentação da fanfarra de estudantes que homenageariam o aniversário de 97 anos da cidade. Batizada de "centenária", talvez para antecipar as comemorações de 2012, a fanfarra é composta por integrantes de todas ou da maioria das escolas públicas e particulares de Guaxupé. A apresentação foi remarcada para o próximo domingo, 7, às 9h, na área para shows do Parque Mogiana.

Dia 31, domingo, aconteceu no Parque Municipal Mogiana a 3ª etapa do Campeonato Regional de Ciclismo. O Campeonato está em sua segunda edição e as duas primeiras etapas já comprovaram o sucesso nesse formato de competição que tem como objetivo incentivar o ciclismo e atrair a participação de novos competidores, levando lazer à população local. Este evento teve o apoio do Departamento Municipal de Cultura, Esportes e Turismo. (desculpe, caro leitor, mas não tenho o resultado desse campeonato...)

Ainda no Parque Mogiana, foi inaugurada na noite de ontem a nova sede da Casa da Cultura, com a apresentação do Entre Vozes (Luiz Renato - Mana - Juninho e Danila) e do cantor Nick, sucesso no programa Raul Gil. Sobre a inauguração, algumas pessoas me propuseram a levantar aqui algumas questões.

1) Por que cobrança de entrada, ainda que acessível, 5 reais, na inauguração de um espaço público? Cerca de 200 pessoas prestigiaram o evento, muitos, fãs do Nick, que canta sucessos internacionais na língua inglesa. Tudo a ver com nossos costumes... E, hoje à noite, em espaço aberto, será a vez de Rick & Renner, dupla sertaneja! Nada mal pruma cidade onde bombam as "sextanejas" e expoagros. Mas no aniversário da cidade, segunda-feira? Como canta Milton, "o artista tem que ir aonde o povo está", não o contrário. Por isso é importante estimular o acesso à arte e cultura de qualidade, para, quem sabe, lentamente, formar um público consumidor mais crítico. Ou continua valendo o "pão e circo"?

2) Outra questão: qual o interesse da Prefeitura em ceder o barracão ao lado do prédio do Departamento de Educação para a Casa da Cultura, uma associação que deveria funcionar desvinculada do poder público? Não teriam, também, o mesmo direito outras entidades que praticam ações sem fins lucrativos no município?

Eu, particularmente, fui favorável a Casa da Cultura ocupar o barracão, mas depois de muitas conversas fiquei em dúvida sobre tudo isso. O mais importante é adotar uma postura crítica perante os fatos, pra não engolir "sapo".

Na sexta, 29, teve sessão do cineclube do 14 Bis, que acontece quinzenalmente, sempre com ótimos filmes e acesso gratuito. Desta vez, a fusão do Mágico de Oz (1939), clássico do cinema e vencedor de 2 Oscars, com o disco The Dark Side of the Moon, do Pink Floyd (1973), considerado um dos maiores discos da história do rock. De acordo com a divulgação do Instituto 14 Bis, essa relação resultou numa acalorada discussão que até hoje não encontrou consenso: há diversas coincidências entre cenas do filme, sem som, e as músicas do disco. Ainda não me considero apta a emitir uma opinião.

Sérgio e Karina, do 14 Bis.
Rodrigo Salgado, coordenador do Instituto 14 Bis.
As amigas Letícia e Lola curtiram a sessão do cineclube. Aproveito para dar boas vindas a Lola, chegada recentemente dos EUA.
Mateus Marcelini cursa o 3º Médio e já é ótimo escritor. A receita dele é relativamente simples: muita leitura, música e filmes interessantes.


O grafiteiro Marcos Paulo pintou algumas gravuras na entrada do Cine 14 Bis. Muito bacana!


Enquanto isso, em Sampa...





Homenagem a Ariana, querida gatinha destemida (janeiro/2009 a 31.05.09), posando para a Lu Abrão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

transformAÇÕES

guerreira da roça

guaxupé - cem histórias