no mundo animal quem é o fdp?

"Haverá paradeiro para o nosso desejo dentro ou fora de nós?"

Fui procurar um musicão no youtube e tive vontade de ver um destaque cujo título era "Mundo animal, cachorro FDP!!!". Podia dormir sem mais essa. O cara filma um cachorro, numa pista de mão-dupla, tentando transar com uma cadela atropelada (este vídeo teve mais de 200 mil visualizações, an?). Os animais irracionais reagem por instinto, não existe uma consciência determinando suas atitudes. Diferentemente dos humanos, que podem escolher e, melhor ainda, se transformar, aprender, tornar-se um ser mais evoluído durante sua breve existência. Por exemplo, em vez de filmar ou, talvez, não só filmar, a pessoa poderia ter tirado os animais da estrada (me disseram que esse vídeo foi montado, mas continua valendo o comentário).

"A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo pronto nas lojas."



Por este motivo, o Pequeno Príncipe continua emocionando milhares de pessoas. Pela ingenuidade e singeleza de pérolas como "olha, é uma rosa! Ela me cativou" ou "tu te tornas responsável por aquilo que cativas" ou "o essencial é invisível aos olhos, só se vê bem com o coração". Quarta, dia 18, às 20h, no Teatro Municipal, vão encenar O Pequeno Príncipe (não tenho informações sobre o grupo de teatro ou seus atores). O projeto Todo Mundo no Teatro, desenvolvido pela Secretaria de Cultura de Guaxupé, contribui para a formação de público ao fixar o preço do ingresso a 10 reais. Quando começaram as obras de construção do teatro, na gestão do Dr. Heber, diziam que o espaço se tornaria um elefante branco, um presente incômodo, daquela administração. Não foi o que aconteceu. Nosso Teatro Municipal, no prédio do extinto Hotel Cobra, tombado pelo patrimônio histórico e restaurado, conferiu um charme especial ao centro da cidade, enriquecendo a cultura local. Lá também acontecem os ensaios do Núcleo de Teatro 14 Bis, o primeiro grupo de teatro profissional de Guaxupé.



O pequeno príncipe mostra seu desenho de uma jiboia que comeu um elefante, mas ninguém vê uma cobra com um elefante na barriga e, sim, um chapéu. Os adultos desaprendem a enxergar ou só enxergam conforme suas conveniências. Uma cobra comer um elefante é natural. Agora, um ser humano domesticar um elefante e o colocar num circo para entretenimento de outras pessoas e com fins comerciais... é animal! Um filme recente (tem tbm o livro), Água para Elefantes, aborda este tema. Se um elefante, aparentemente domesticado, reage a algum estímulo e sai desnorteado, pisoteando pessoas, a culpa é de qual animal? Tudo é tão óbvio que me dá sono. Boa noite.

Comentários

Anônimo disse…
Eu vi o vídeo dos cachorrinhos e confesso que achei meio fake, meio montagem, sei lá, talvez seja uma resistência interna para não reconhecer que o ser humano é, ás vezes, imbecil.
Taty
bisteca disse…
Oi, Taty,
saudades das nossas conversas...
tinha colocado a palavra "imbecil", no texto, mas tirei na hora da revisão... Vc foi otimista e generosa ao dizer que o ser humano é, ÀS VEZES, imbecil.
Infelizmente.
Sheila, é triste ser tão realista, ou melhor, é triste ver que a nossa realidade mostra que o homem é mais irracional que o próprio animal que age por instinto. Lamentavelmente, percebemos que o ser humano já não ama a vida como antes e nem tem mais respeito pelas pessoas e, principalmente, pelo planeta em que vive. Está na hora do homem olhar mais para o Criador e temê-lo, resgatando o amor que há muito tempo foi esquecido ou se esfriou. Viva a natureza, viva o amor e que os homens aprendam com os animais.
Ah! Eu me esqueci de dizer outra coisa: temos que ter o coração de criança para que possamos ser abençoados por Deus. A criança não tem maldade no coração e vê beleza nas pequenas coisas. Talvez tenhamos que voltar a ser crianças.

Jesus já dizia: "deixai vir a mim os pequeninos e não os impeçais, porque dos tais é o Reino de Deus. Em verdade vos digo que qualquer que não receber o Reino de Deus como uma criança não entrará nele".

O Mestre Jesus sabia que o homem iria se corromper e então disse que precisamos ser humildes, simples e puros, longe de qualquer tipo de maldade, como crianças, para sermos abençoados.
Tati Abrão disse…
Sheilita, saudades também!
Sou otimista e esperançosa, mas fico indignada com estes eventos, também ...

João, adorei seu comentário e concordo com o seu pensamento! O resgate da criança interior, faz com que nos tornemos mais leves, puros e integrados com as forças de Deus e da Natureza.

Beijos e abraços para os dois!
bisteca disse…
Olha, que beleza, dois distintos e queridos advogados, juntos!
Melhor, ainda, comungando o mesmo amor pela humanidade, pelos animais e pela natureza.

Obrigada, João e Taty pelas palavras de apoio e conforto.

beijos

Postagens mais visitadas deste blog

transformAÇÕES

guerreira da roça

guaxupé - cem histórias